... Porque parte de mim tem sede ... e a outra tem fome ... 

     Bem Vindo à Toca Da Leoa

                           Sensualidade & Erotismo à Flor Da Poesia




    



              


                
 
Textos


VOCÊ E EU, EU E VOCÊ



Lembro de quando nos conhecemos...
Ah, como esquecer ...
aqueles olhares que me devoravam?
Que me queriam, me desejavam
Me cobiçavas à qualquer custo
Me comiam os teu olhos,
minha bunda e busto!
Você não se importava, era proibido e não dava
Não poderia ser,
teu arriscado insano querer
Mas seu jeito nem disfarçava!
Luxúria de posse com jeito bandido
Posição arriscada, constante perigo
Éramos só amigos, não quis ser amante
Mesmo você querendo ir avante
Jogo sedutor onde eu era caçada
E assim ficou uma história inacabada
E não aconteceu "você e eu"...

A vida deu tempo ao tempo... passou...
Seguimos rumos contrários
O espaço nos afastou,
colocando fim nos encontros diários
Mas o que tem que ser assim "será"
O que foi plantado se colherá
Não importa os anos que passar
Ah... se está escrito... se cumprirá!
Pois se é "destino" um dia irá se realizar.
Por acaso nos encontramos... Acaso?!
Até num atraso há um "porque"
E poderá acontecer "eu e você"

O mundo girou e ao mesmo lugar voltou
Este mesmo mundo que nos afastou
Te trouxe à minha porta
O proibido que me amarrou
Em teu caminho agora me solta
Nos colocando frente à frente novamente
Em outro dia do ano, do tempo
Como folhas soltas à voar no vento
É chegada a hora, intencional momento
Daquele sentimento do passado
Escondido, negado e almejado
com força se fez surgir, sem querer fugir
Ascende a chama na memória
Faz acontecer a nossa história
O que ficou retido anos atrás
Vem aos poucos e se compraz
O que doeu e o que não deu...
Neste momento acontece "você e eu"

Dos desejos contidos, as fantasias à realizar
Sob o lençol entre os travesseiros
Entre a cama e o chão há uma explosão
Prazerosamente percussões inexplicáveis
Carícia suave e ousada, toques afáveis
Aroma gostoso de clímax no ar
Afrodisíaca dança que não quer cessar
Cratera ejecta líquidos candentes em erupção
Acordaram o vulcão que então estremeceu
Finalmente entre lençóis aconteceu
"Você e eu".




►Click no link abaixo e leia:
Prosa Poética
CléiaFialho
Enviado por CléiaFialho em 22/03/2013
Alterado em 03/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (**RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS**INCENTIVAMOS A DIVULGAÇÃO COM AUTORIA**É UM DIREITO DO CRIADOR QUE SE DEDICOU A COMPOR**E UM DEVER DO LEITOR QUE APRECIOU A OBRA**(Manu Hawk). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS. INCENTIVAMOS A DIVULGAÇÃO COM AUTORIA.
É UM DIREITO DO CRIADOR QUE SE DEDICOU A COMPOR.
E UM DEVER DO LEITOR QUE APRECIOU A OBRA.
(Manu Hawk)